START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

Mamoplastia redutora

A mamoplastia redutora é a cirurgia indicadapara redução das mamas quando estas se encontram em tamanho e peso acima das características anatômicas do tórax. Ela contempla, além do tratamento reconstrutivo da mama, a preocupação estética com seios muito grandes, que podem gerar incômodo estético entre as mulheres.

Com relação ao seu tamanho, as mamas são classificadas em quatro graus: pequena, moderada, grande e gigantomastia. Com relação ao caimento elas se classificam em quatro graus – sendo que o primeiro é normal e o último, mais grave, se caracteriza pelo posicionamento do mamilo no contorno mamário mais inferior e abaixo da prega do sulco mamário.

Na maioria das vezes, as reduções mamárias são acompanhadas da correção de algum grau de ptose e/ou assimetria existente e tem como objetivo diminuir o volume e dar nova forma às mamas. As cicatrizes finais das mamoplastias redutoras são, na grande maioria das técnicas, em formato de âncora ou T invertido.

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou peridural assistida por um anestesista especializado e tem a duração de 3 a 4 horas

As mamoplastias redutoras podem ser realizadas a partir do completo desenvolvimento das mamas. Dessa forma, a partir dos 14 a 15 anos, já é possível operar as adolescentes com desenvolvimento completo das mamas, atendendo suas necessidades estéticas (geralmente dois à três anos após a primeira menstruação). Ao considerarmos o período de lactação, recomendamos aguardar pelo menos seis meses após interrompê-lo para programar sua cirurgia.

É importantíssimo salientar que tabagismo não combina com procedimento cirúrgico. O fumo aumenta consideravelmente o risco de necrose tecidual e trombose venosa em membros inferiores.  Portanto a paciente deve cessar tabagismo por um período médio de 30 dias antes da cirurgia.

É também importante destacar que os resultados definitivos devem ser considerados após 12 meses da cirurgia.